Como teres mais sucesso no trabalho (sem necessitares de trabalhar mais!)

Corpo e Alma
10 Set, 2017

As pessoas que têm mais sucesso no trabalho, sabem que este fenómeno não aconteceu de um dia para o outro e que certamente também não se deveu a fatores como a mera sorte. Mas então como é que elas o conseguiram atingir?

Acredito que estas pessoas, admiradas pelos seus talentos e feitos, tenham implementado, consciente ou inconscientemente, alguns dos princípios que considero serem fundamentais para se alcançar o tão desejado sucesso.

Mas antes de partilhar contigo estes princípios, que creio estarem subjacentes ao sucesso no trabalho, gostaria que refletisses um pouco sobre o seguinte:

O que significa para ti ter sucesso no trabalho?

Uma das minhas escritoras preferidas, Marianne Williamson, explica que “o sucesso é irmos para a cama todas as noites sabendo que os nossos talentos e dons foram utilizados em prol dos outros”. E eu não poderia estar mais de acordo.

Diria que a maioria de nós utiliza métricas como o estatuto e o retorno financeiro para determinar se certa pessoa é ou não bem sucedida. Frequentemente excluímos outro tipo de fatores como a alegria que sentimos ao realizar o nosso trabalho, a quantidade de amor que lhe dedicamos, o êxtase que desperta em nós quando utilizamos os nossos talentos e habilidades, a sensação de contentamento ao servirmos os outros e o legado que deixaremos no mundo; a nossa contribuição para o mais alto bem de todos os seres.

Não importa qual é a tua profissão ou atividade de trabalho; o que importa sim é a atitude que tu escolhes ter enquanto a exerces. De que serve seres médica ou advogada, por exemplo, se nem sequer te dignas a olhar os teus pacientes/clientes nos olhos, muito menos a sentir uma profunda compaixão pela situação delicada em que se possam encontrar?! Qual o propósito de ganhares fortunas pelo trabalho que fazes, se não sentes qualquer tipo de paixão ou entusiasmo pelo projeto em causa?!

 

O segredo que uma das pessoas mais bem sucedidas que já conheci me contou sobre o seu sucesso

O seu nome era Sissy. Ela era uma mulher negra, de meia idade e que trabalhava como cozinheira no centro de acolhimento a crianças de rua, onde eu trabalhei como voluntária numa favela da África do Sul.

Todos os dias, a Sissy preparava dezenas de refeições para alimentar crianças e adolescentes que habitavam as ruas daquela favela. Eles não tinham família nem casa e a sua sobrevivência dependida daquele centro, que funcionava através de donativos e voluntários.

Estas crianças não respeitavam ninguém excepto uma pessoa, a Sissy. E não porque ela lhes gritava ou batia. Nada disso! Ela simplesmente estava lá para eles, oferecendo a sua majestosa presença e emanando uma serenidade como eu nunca antes tinha sentido. Raramente sorria e poucas vezes a vi abraçar alguma daquelas crianças, mas a sua atitude, a sua energia, a sua presença, ah… eram de puro Amor.

Certa vez entrei na cozinha do centro, sentei-me ao seu lado e perguntei-lhe: “Sissy, como é que tu consegues ter tanto sucesso com estas crianças? Qual é o teu segredo?”, ao que ela me respondeu: “eu posso fazer coisas aparentemente pequenas, como servir comida a crianças de rua, mas eu faço-o com amor e respeito; elas sentem isso e retribuem”.

A Sissy não frequentou a escola e toda a sua vida foi cozinheira naquele lugar. E, para mim, ela é uma das pessoas mais espirituais e mais bem sucedidas que eu alguma vez conheci. Ela pegou nos seus dons e talentos e usou-os para servir os outros com amor, respeito e dedicação.

 

4 dicas que te irão ajudar a sentir mais sucesso no trabalho (sem necessitares de trabalhar mais!)

 

# 1 – Reformula a maneira como percepcionas o sucesso

E se em vez de medires o teu sucesso no trabalho, baseado no teu salário ou no estatuto que tens dentro da tua empresa, tu o avaliares de acordo com outro tipo de métricas como a satisfação e diversão que sentes ao realizá-lo ou o impacto positivo que este tem noutras pessoas?

Aqui fica a minha sugestão: experimenta medires o teu sucesso no trabalho segundo a quantidade de amor, dedicação e profissionalismo que tu depositas em tudo aquilo que fazes, mesmo nas coisas mais simples como escrever um email, atender uma chamada ou levar uma chávena de chá a uma das tuas colegas.

Já agora, aqui fica uma outra sugestão: transmite amor e compaixão a todas as pessoas com quem te cruzas no trabalho (colegas, clientes, seguranças, funcionários de limpeza, chefe insuportável, se for o caso… ;). Tu podes fazê-lo através de um mantra ou oração em silêncio. Por exemplo, eu tenho por hábito dizer mentalmente um mantra a todas as pessoas que me escrevem, quer sejam leitores ou potenciais parceiros. Eu faço-o dizendo “que estejas bem, que estejas em paz”.

# 2 – Dá aquilo que desejas receber

A Lei Universal da Dádiva explica que o que tu desejas ser-te-á dado no momento em que te dispuseres a dar o que procuras receber.

Queres ter mais sucesso no trabalho? Ajuda outras pessoas a conseguirem-no. Ajuda os teus amigos, familiares e colegas a alcançarem o seu próprio sucesso. Fala com eles, conhece os seus sonhos e objetivos e ajuda-os a concretizá-los – haverá benção mais bonita do que esta?!

Empresários de grande sucesso como Tony Robbins e Richard Branson afirmam que a sua maior motivação, e que deu origem ao seu sucesso no trabalho, foi a vontade em ajudar os outros a realizarem os seus sonhos e a atingirem o seu máximo potencial de sucesso. O foco deles é “dar, dar, dar” e, apenas depois, “receber”.

O que é que tu tens de único e que pode fazer a diferença na vida dos outros? Quais são os teus dons e talentos que poderão contribuir para o bem-estar do próximo?

E, atenção, não necessita ser nada de extraordinário como encontrar a cura para uma doença ou a solução para a crise económica! Aliás, o segredo encontra-se precisamente nas pequenas coisas como ajudar um colega numa fase difícil da vida, felicitar os outros e a ti mesma pelos pequenos sucessos do dia-a-dia ou até mesmo sorrires para todos os que se cruzarem contigo.

# 3 – Realiza o teu trabalho com paixão

Para mim, este é sem dúvida um dos principais segredos para o sucesso! Quando tu sentes amor, paixão, entusiasmo e sentido de missão pelo trabalho em causa, milagres acontecem. E creio que isto ocorra precisamente porque o estás a realizar desde um lugar de verdade. Tu acreditas no projeto, apaixonaste-te por ele e então a satisfação, diversão e entusiasmo que sentes ao realizá-lo – e que para mim refletem o verdadeiro sucesso -, faz com que te sintas a pessoa mais abençoada e bem sucedida do mundo.

Eu realmente acredito que a nossa missão, o nosso dever, seja o de realizarmos o nosso trabalho da maneira mais apaixonada, dedicada, íntegra e profissional possível, tendo sempre em vista o mais alto bem dos outros seres. Depois, o resultado, retorno e reconhecimento que possam provir desse empenho, esse já não está nas nossas mãos; mas sim nas do Universo.

Nem sempre o sucesso, como é commumente conhecido, depende da nossa vontade e esforço. E, por vezes, nem sequer é explicável. Aliás, recordo-me de ter escutado recentemente uma entrevista com o autor da música revelação “Despacito”, em que a jornalista lhe perguntava a que se tinha devido aquele sucesso imenso, e de ele ter respondido: “a verdade é que eu não sei responder à tua pergunta. Eu simplesmente fiz o que mais prazer me dá fazer que é cantar”.

# 4 Coloca-te ao serviço dos outros

Creio que a principal finalidade do nosso trabalho e da nossa profissão deva transcender o simples objetivo de “pagar as contas” e sentir “realização profissional”. Sim, é preciso ganhar dinheiro e também é maravilhoso sentirmo-nos realizados. Ok, tudo bem, mas ainda assim continuo a defender que o principal intuito deva encontrar-se mais além destas motivações.

Acredito que, acima de tudo, o mais alto propósito do nosso trabalho consista em prestar serviço aos outros. Ajudar, dentro da medida do possível, as outras pessoas a encontrarem a sua felicidade, o seu bem-estar e a paz interior.

Quando o teu foco está no “dar”, mais do que no “receber”, a probabilidade de insucesso é de facto remota. Isto porque quando tu dás, tu estás a fazer algo que é absolutamente natural em ti e que se encontra em perfeita harmonia com a tua verdade – que, entre outras coisas, consiste em ajudar o próximo.

Deste modo sugiro que te questiones:

Como é que eu posso dar mais aos outros?

De que maneira é que me posso colocar ainda mais ao serviço dos outros?

Como é que eu posso ajudar as outras pessoas a sentirem-se bem?

Para terminar, partilho contigo uma das minhas orações favoritas, e que coloca precisamente esta intenção de estar ao serviço do próximo.

Deus, faz de mim um instrumento da tua paz.

Onde houver ódio, que eu leve o amor;

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;

Onde houver discórdia, que eu leve a união;

Onde houver dúvida, que eu leve a fé;

Onde houver erro, que eu leve a verdade;

Onde houver desespero, que eu leve a esperança;

Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;

Onde houver escuridão, que eu leve a Luz.

Faz com que eu procure mais consolar, que ser consolado;

compreender, que ser compreendido;

amar, que ser amado.

Pois é dando que se recebe, 

é perdoando que se é perdoado,

e é morrendo que se vive para a vida eterna.

São Francisco de Assis

 

Feliz rentrée!

 

Francisca Guimarães

Francisca Guimarães

"No blog, partilho dicas que te vão ajudar a estar bonita, saudável, jovem e cheia de energia."

Share This