Escolha uma Página

Mindfulness: uma técnica de meditação fácil e para quem não tem tempo

Corpo e Alma, Saúde
12 Mar, 2015

Mindfulness“O mindfulness ajuda-te a regressar ao momento presente. E sempre que lá vais e reconheces a condição de felicidade que possuis, a felicidade aparece”.

Thich Nhat Hanh

O (nosso) mundo (interior) está inquieto.

A nossa mente, destreinada, encontra-se frequentemente a navegar num frenesim caótico que nos prende numa espiral sem fim, causando um sofrimento que parece não terminar. Pensamentos atrás de pensamentos invadem o tão desejado silêncio e sossego mental, deixando-nos com uma sensação de desgaste e contínuo ruído interior – é como que se a nossa mente simplesmente não se calasse!

O mundo externo é uma projeção do nosso mundo interno.

A maior das guerras que hoje em dia o ser humano trava, não é com outros seres humanos, mas sim com a sua própria mente. Uma mente serena irá testemunhar/projetar um mundo tranquilo. Uma mente inquieta e preenchida de pensamentos violentos irá testemunhar/projetar um mundo agitado e violento.

Assim sendo, não é o mundo lá fora que tem de mudar e serenar, mas sim o mundo cá dentro, na nossa mente. E o primeiro passo em direção a essa mudança, a essa tranquilidade mental que tanto buscamos, é a meditação.

A meditação existe há milénios e está comprovada ser uma poderosa ferramenta para treinar e serenar a mente. Variados mestres que passaram pelo nosso planeta, sendo que alguns ainda se encontram vivos, praticavam e ensinavam meditação afirmando ser um caminho certo para a paz interior. No entanto, e por mais que hoje em dia estejam familiarizadas com este método de aquietar a mente, as pessoas simplesmente não a utilizam. Ou é porque dizem que não sabem como fazê-lo ou é porque acreditam que para se meditar é necessário ir para o cimo de uma montanha e virar monge ou então, e esta é a minha preferida, porque dizem que não têm tempo para meditar – a minha pergunta/resposta é: mas têm tempo para se sentir miseravelmente mal?!

Meditar é fácil. Viver numa cacofonia mental é que é difícil!

Umas das técnicas de meditação que mais sucesso e resultados tem apresentado no ocidente é o chamado “mindfulness” ou “atenção plena”. Este tipo de meditação consiste em concentrar na respiração testemunhando os pensamentos e emoções surgirem e desaparecem, sem qualquer julgamento ou crítica. Simplesmente observar, desviando sempre a atenção para um ponto em concreto, que em geral é a respiração.

Os benefícios do mindufulness são muitos, sendo que entre eles se encontram a redução da ansiedade, stress, depressão, cansaço e irritabilidade; aumento dos níveis de concentração, memória e da função cerebral; fortalecimento dos sistema imunitário; equilíbrio do peso corporal, através da redução da ansiedade que muitas vezes se encontra na causa do aumento de peso; redução dos níveis de cortisol (“hormona do stress e envelhecimento”); redução da atividade mental e pensamentos “negativos”.

O mindfulness não requer uma postura específica – podes estar sentada numa cadeira, de pé na fila do supermercado, sentada de pernas cruzadas, a caminhar, a cozinhar – o que importa é que te encontres consciente do momento presente. O mindfulness não requer um tempo específico – se só tens 5 minutos, tudo bem. O mindfulness também não é uma religião, mas sim uma técnica de treino mental que irá ajudar a tranquilizar a tua mente e focares-te no momento presente.

Eu comecei a praticar mindfulness há uns anos atrás, numa altura em que sofria de ansiedade. Lembro-me que o impacto que esta técnica teve em mim foi tão forte e os resultados tão positivos que, a partir desse momento, não voltei a passar um dia sem o praticar. Um dos livros que me ajudou a compreender melhor esta técnica de meditação foi o “Mindfulness: A practical guide to finding peace in a frantic world”. Esta semana tive o privilégio de ir ao lançamento da sua versão em portugês, na Fundação Champalimaud, com um dos autores, o prestigiado Prof. Mark Williams, da Universidade de Oxford. A conferência foi fantástica e veio reforçar ainda mais a importância de meditar.

Aqui está o livro:

Mindfulness

Clica aqui para leres mais sobre este livro.

No caso de preferires aprender esta técnica de meditação através de um curso presencial, deixo aqui duas referências:

Centro Upaya, em Lisboa

Centro Português de Mindfulness, no Porto

Partilha este artigo aqui, com todas as pessoas que achas que necessitam (urgentemente) meditar!

Francisca Guimarães - Miss Kale

Francisca Guimarães

"No blog, partilho dicas que te vão ajudar a estar bonita, saudável, jovem e cheia de energia."

EBOOKS

 

MARCAS QUE RECOMENDO

logo - conasi

 

logo - ORGANII

Share This