Escolha uma Página

Como honrar a mulher que és no teu dia-a-dia

Corpo e Alma
8 Mar, 2018

Querida amiga,

hoje quero partilhar contigo algo que me é íntimo e que considero ser tão importante nos dias que correm.

Há uns tempos atrás, a vida decidiu mudar os meus planos e, sem aviso prévio, embarcou-me numa jornada interior que revolucionou quem eu sou e, principalmente, como me sinto e apresento ao mundo como mulher.

Creio que isto seja o que acontece quando somos partidas em mil pedaços; renascemos das cinzas, reconstruímo-nos com novas cores e texturas, descobrimos cá dentro uma força e resiliência que nem sabíamos existir. Caminhamos pelo mundo com uma outra postura e olhar, refletindo o amor, luminosidade, ternura e compaixão que são emanados pelo nosso coração, agora livre e aberto.

Imersas numa sociedade que ainda é bastante patriarcal, frequentemente somos reprimidas, menosprezadas, manipuladas e desrespeitadas, não só por certos homens mas, muitas vezes, por diversas mulheres também.

Receamos expressar a nossa verdade e aquilo em que acreditamos; temos dificuldade em dizer nãobasta, acabou e em fazer-nos respeitar; sentimo-nos incapazes de manifestar os nossos sonhos e de reconhecer a magnitude de quem somos enquanto mulheres.

Tantas de nós permanecem em relações destrutivas por insegurança e medo da solidão; buscam amor, apreço e aceitação em todos os lugares errados e aceitam uma vida que, de longe, foi a que idealizaram.

Porque nos subtemos a tamanha crueldade?

Ao longo da história, a mulher passou por muito sofrimento e acredito que as nossas mães, avós e restantes antepassadas, assim como figuras femininas como Maria Madalena, Joana d’Arc, Madre Teresa e Princesa Diana saibam-no bem.

Acontece que, a repressão e menosprezo que a mulher experienciou no passado, causou nela uma dor profunda, mas desenvolveu também uma imensa resiliência e força interior. Nós, mulheres, não tememos a escuridão; nós aprendemos a prosperar nas trevas. E, por quem lá passou, e conheceu as suas profundezas, sabe-o bem.

Contudo, nós não necessitamos de permanecer neste lugar de sofrimento, submissão, menosprezo e desrespeito. E, de cada vez que escolhemos adoptar uma atitude de vítima e ficar em situações que nos trazem dor e desgosto, nós estamos a virar as costas a nós mesmas.

A mulher é um ser maravilhoso e com um poder de criação incomensurável. Ela não é nem superior nem inferior ao homem – um ser que também considero fascinante, especialmente quando personifica a integridade, força, vulnerabilidade e todas as restantes características que tão bem descrevem o sagrado masculino -; eles simplesmente complementam-se, com respeito e aceitação, da mesma maneira que o yincomplementa o yang, a lua o sol e a luz a sombra.

Honrar a mulher que és passa por…

reconheceres o esplendor, beleza, amor, intuição e sabedoria que existem em ti

distanciares-te de pessoas que não te respeitam ou tratam como tu mereces

aceitares e resgatares a tua sensualidade e sexualidade

abrandares o ritmo e apreciares com serenidade as pequenas coisas

reconectares-te com o teu corpo e respeitares as suas necessidades

sintonizares-te com o teu ciclo menstrual e com o poder de criação que cada uma das suas fases te proporciona

celebrares o sucesso e felicidade de outras mulheres e dares-lhes a mão sempre que precisam

aprenderes a dizer não com firmeza, assim como reclamares tudo aquilo que tu sentes que necessitas e mereces

escolheres partilhar a tua vida com um homem íntegro, maturo, consciente, forte, vulnerável e que, em todos os instantes, te respeite, reconheça e admire pela mulher incrivelmente bonita que és

viveres cada dia com o teu coração inteiramente aberto, sabendo que, independentemente do sabor doce ou amargo que a vida possa ter num dado momento, tu estarás lá para ti; sempre.

Hoje o mundo celebra o nosso dia, aquele no qual nos homenageiam por sermos mulheres; mas, que saibas, querida amiga, que a tua essência feminina deverá ser celebrada com amor, respeito e aceitação, por ti mesma e por todos os que te rodeiam, em cada instante e para o resto da tua vida.

Com admiração e reverência pela grandiosidade da mulher que existe em ti, eu despeço-me.

Até breve. Até sempre.

Francisca

Francisca Guimarães

Francisca Guimarães

"No blog, partilho dicas que te vão ajudar a estar bonita, saudável, jovem e cheia de energia."

EBOOKS

 
 

MARCAS QUE RECOMENDO

logo -
 conasi

logo - Natures Invitation

logo - ORGANII

Share This